Domingo, 20 de Março de 2016

Equinácea (como tomar)

Equinácea, Echinacea angustifolia& E. purpurea

A equinácea é uma planta medicinal muito importante. Investigações feitas neste ramo demonstraram que esta planta tem capacidade para aumentar a resistência do organismo a infecções bacterianas e virais, graças à estimulação do sistema imunitário.

É também antibiótica e ajuda a atenuar alergias.

 

Benefícios:

  • Estimula o sistema imunitário
  • Limita a duração e gravidade das infecções
  • É anti-inflamatório
  • É antibiótico
  • É anti-alérgico
  • É cicatrizante de feridas
  • É também usada no tratamento da asma

VEJA O RESTANTE ARTIGO EM : ARCADOSABORES

 


publicado por arcadosabores às 23:10

link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 7 de Outubro de 2009

Impotência masculina (disfunção eréctil)

 Disfunção eréctil

 

 

A Impotência, ou incapacidade de manter uma erecção, é um problema que atinge uma grande parte dos homens acima dos 50 anos.

A causa principal é a má circulação e a insuficiência do fluxo sanguíneo através do pénis.

Pode dever-se a vários problemas, entre os quais: perturbações nervosas, problemas da próstata ou efeitos secundários de alguns medicamentos.

 

Como a impotência é um problema comum, a fitoterapia tem sido utilizada como meio de ajudar a restabelecer uma vida sexual saudável.

 

Se o problema residir no fluxo sanguíneo, tanto a vitamina C, como os óleos de peixe (ómega 3) e o Ginkgo Biloba, vão ajudar e podem melhorar o afluxo de sangue ao pénis.

 

Quando a impontência não está associada com o fluxo sanguíneo, existem outros suplementos que podem ajudar a reforçar os níveis de testosterona e melhorar o comportamento sexual: o Ginseng (panax ginseng e ginseng siberiano), e também o chá de muira puama (árvore da potência), muito usado no Brasil com afrodisíaco.

 

A palmeira-serrilhada, é também uma planta tónica benéfica para os orgãos sexuais masculinos e tem fama de aumentar a potência. (1/2 colher de chá de tintura com água 3X por dia, durante 6 semanas)

 

A erva-moura-sonífera, tónico geral. (tomar 2 gramas de raíz seca (mascada ou em pó misturada com mel - tome durante 6 semanas)

 

FAÇA:

Exercicio regular, como forma de aumentar o fluxo sanguíneo e reduzir o stress.

 

Sabia que:

Fumar aumenta em 50 % o risco de impotência em homens entre os 30  e 40 anos?

 

 


publicado por arcadosabores às 23:26

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009

Como tomar Hipericão

Hipericão, Hypericum perforatum

Benefícios:

  • é benéfico para a depressão
  • alivia a dor (pode ajudar a tratar o síndroma pré-menstrual, fadiga crónica e dores crónicas)
  • é antiviral (ajuda a combater infecções virais e bacterianas)
  • estimula o fluxo biliar (é um importante tónico para o figado e vesícula biliar)
  • na menopausa ( é benéfico em problemas da menopausa, aliviando os sintomas de alterações hormonais)
  • promove um sono relaxado
  • o seu óleo infuso* é um excelente anti-séptico. Externamente é usado para tratar feridas, queimaduras e aliviar cãimbras. Internamente é usado para combater inflamações gástricas e úlceras pépticas.
  • acalma as hemorróidas.

*Óleo Infuso - Ponha a erva a macerar durante 4 semanas. Aplique em feridas e queimaduras pouco graves.

 

 

Pode tomar em:

  • cápsulas e comprimidos ( a dose recomendada é de 300mg 3 X ao dia; também há suplementos com 900mg, tome 1 X por dia - Tomar às refeições)
  • creme/ungento (para cãmbrias, nevralgias e hemorróidas)
  • tintura (para a depressão tome 1/2 colher de chá com água, 3 X por dia)
  • infusão (beba cerca de 1dl por dia, como tónico digestivo)

Poderes ocultos:

O hipericão era , na Europa Medieval, considerada como detentora de poderosas propriedades mágicas que lhe permitiam repelir o mal.

 

Habitat e cultivo:

É nativa da Europa. Cresce em estado selvagem, perto dos cursos de água, bermas de estradas ou prados. É cultivado a partir de semente na Primavera, ou na divisão do rizoma no Outono. As paniculas floridas são colhidas no verão.


publicado por arcadosabores às 14:42

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 4 de Outubro de 2009

Como tomar Valeriana

Valeriana, Valeriana officinalis

Benefícios:

  • Atenua o stress e a ansiedade (reduz o excesso de actividade mental e a excitabilidade nervosa)
  • É um sedativo natural
  • Não provoca dependência
  • alivia espasmos musculares (como é relaxante, vai ser benéfica no caso de tensão nos ombros, pescoço, cólicas, dores menstruais)
  • faz baixar a tensão arterial

Inconvenientes:

  • Tem um sabor desagradável (se optar pela tintura, misture-a com um pouco de mel ou açúcar)
  • Não misture a valeriana com tranquilizantes ou soporíferos prescristos pelo médico.
  • Se estiver grávida não tome valeriana

 

Pode tomar em:

  • cápsulas ou comprimidos ( para insónias:  tomar 1 ou 2 antes de se deitar - ansiedade: 2 durante o dia e um antes de dormir)
  • planta seca/chá (tome à noite, antes de se deitar)
  • tintura - para a ansiedade (20 gotas em água quente até 5 vezes por dia) para a insónia: (1 ou 2 colheres de chá de tintura 30 minutos antes de se deitar)

 

Poderes ocultos:

 

Eram atribuídas muitas virtudes a esta planta, sobretudo na cura da epilepsia. Em 1592 Fabius Calumna publicou uma obra sobre fitoterapia, onde dizia ter curado a sua própria epilepsia com esta planta.

Usada em banhos de purificação.

 

Habitat e cultivo:

 

É nativa da Europa e da Ásia Setentrional. Cresce em estado selvagem e condições húmidas. É cultivada na Europa Central e Oriental.

A raíz e o risoma são colhidos no Outono (quando as suas propriedades se encontram mais activas)

 

 

 

 


publicado por arcadosabores às 18:37

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009

Modo de preparação das ervas medicinais

 

Infusão: A infusão é usada para as partes mais delicadas da folha, flor e fruto.

Preparação: 2 colheres de sopa de ervas para 1 litro de água: Deixe ferver durante 2 minutos. Repouso de 10 a 15 minutos.

 

Decocção: São usadas as partes mais duras da planta (a raíz, casca e lenho)

Preparação: 2 colheres de sopa para 1 litro de água. Deixar ferver em lume brando durante 5 a 20 minutos. (de acordo com o tipo de planta). Deixe repousar 5 a 10 minutos.

 

Tintura:  para 100 ml de tintura colocar 10 a 20 gramas de erva seca. Triture no liquificador , juntamente com 80 ml de álcool (50 a 80 º) Transferir para um frasco de vidro escuro e deixe repousar por 5 dias, agitando de vez em quando. Coar e adiconar mais álcool até completar os 100 ml.

Este preparado tem a duração de um ano.

 

Maceração: É feita á temperatura ambiente. Coloque a planta finamente dividida em contacto com álcool (de 40 a 80 º) num recipiente de aço inoxidável. (deixe repousar durante 4 semanas)

Após este período deve ser coado. Este método preserva melhor as vitaminas e os sais minerais.

 

Tintura vinosa: Use um vinho branco de grau baixo (de 11 a 12º). Vai usar-se 10 gramas de ervas para 100 ml de vinho.Deixar macerar em vidro escuro durante 1 semana. Coar e manter num lugar fresco.

 

Óleo medicinal:  Vai usar-se óleo comum (ou óleo de amêndoas doces) ou azeite. Vai colocar-se a planta fresca (ou seca e triturada) em maceração no óleo. Para 1 colher de sopa da planta , use 5 de óleo. Leva-se em banho maria em lume muito baixo (a água não deve ferver) durante 2 horas. Deixe arrefecer e de seguida, coe e esprema. Este óleo vai ser usado para massagens, cataplasmas, máscaras e produtos de beleza.

 

Tisana: Quando a água estiver a ferver, junte 2 colheres de sopa de ervas. Deixe no lume por 5 minutos, com a tampa fechada. Depois de sair do lume, reserve mais 10 minutos. Coar e usar.

 

Cataplasmas: Aplicação de ervas sobre uma parte inflamada, inchada ou dolorida do corpo.

Pode ser feita:

Ervas frescas: aplicação directa na área afectada sem preparação prévia

Ervas secas: aplicadas no interior de um saquinho. Devem ser aplicadas frias ou quentes conforme o caso. Recomendadas para combater caimbras, nevralgias, dores de ouvidos.

Pasta: moa as ervas até formarem uma papa, que deve ser aplicada directamente ou sobre dois panos, no local afectado. No caso de usar ervas secas, estas deverão ser previamente fervidas para facilitar a formação da papa.

Compressas: ferver as ervas até se obter uma tisana bem forte (3 ou 4 vezes mais do que o chá) De seguida, vai mergurlhar-se um pano no liquido, que é torcido e aplicado na parte dolorida.

 

Vapores: Para distúrbios do aparelho respiratório. Preparar as ervas em tisana ou infusão. Inalar os profundamente os vapores.

 

Ungento: Pomadas de ervas trituradas em gordura vegetal. No momento de uso é só derrenter em lume brando.

 

Banhos: Chás fortes para serem misturados à água da banheira.

 

Xaropes: feitos de chás, obtidos por decocção ou maceração e misturados com mel para se saturarem.

 

fonte: Ervas, colectas e princípios activos

 

 


publicado por arcadosabores às 16:17

link do post | comentar | favorito
|

Propiedades do Kiwi

Kiwi

 

Benefícios:

  • Rico em vitamina C (mais do que as laranjas)  (essencial para a produção de colagénio, que é uma proteína necessária para a manutenção da pele, dos ossos, cartilagem, dentes e gengivas)
  • Boa fonte de potássio (equilibra a tensão arterial ; aumenta as defesas do organismo na prevenção de gripes e constipações)
  • fornece fibras solúveis (boas para baixar os níveis de colesterol - Quando as gorduras são digeridas, as fibras solúveis ligam-se ao colesterol, que é, desta forma, exepelido como resíduo em vez de ser absorvido pelo organismo)
  • é um antioxidante natural (bom na prevenção do cancro, doenças cardiovasculares e de foro intestinal)
  • baixo em calorias

 

Na cozinha:

É usado com muita frequência como guarnição de bolos (por exemplo em tartes) e sobremesas (ex. gelados  )

É também muito usado em saladas de fruta, e também em pratos principais, ligando particularmente bem com aves.

 

 

 

 

 


publicado por arcadosabores às 15:16

link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

A cura pelo Limão

Limão

 

São muitos os benefícios, vou enumerar os que considero mais importantes :)

 

Benefícios:

  • Excelente fonte de Vitamina C (óptimo para combater infecções)
  • alivia o reumatismo (estimula o figado a expelir toxinas)
  • indicado para constipações e gripes : (em chá: ferva água com folhas de camomila e a casca de 1 limão; ao chá acrescenta-lhe 2 colheres de sobremesa de mel; beba muito quente)
  • se tiver dores de garganta : (sumo de 1 limão, 1 colher de mel e uma de água -  faz maravilhas); (se não tiver problemas de estômago pode tomá-lo puro)
  • melhora  o hálito (gargareje com água morna e sumo de limão)
  • eficaz no combate ao ácido úrico
  • muito usado nas dietas de emagrecimento.  - Activa a circulação
  • usado externamente no combate à acne (sumo de limão e açucar até formar uma pasta, aplique no local infectado. Lave depois com água abundante - Atenção: Não use quando se for expor ao sol, pode causar manchas e queimaduras na pele) Mais indicado para fazer à noite.
  • É adstringente, o que quer dizer que é bom para cabelos e pele oleosos (para os cabelos: sumo de 1/2 limão diluído em água, aplique no cabelo, deixando acturar 5 minutos.enxague).

 

Inconvenientes:

  • A sua acidez elevada pode prejudicar o esmalte dentário (deve sempre lavar-se a boca com água após a sua ingestão), e o estômago em pessoas sensíveis.
  • não use limão na pele, quando se for expor ao sol (pode provocar manchas)

 

Poderes ocultos:

 

O limão, pelas suas propriedades curativas especiais, é chamado o "fruto sagrado"

Como é um excelente desintoxicante, é visto como um auxiliador do corpo humano a atingir um estado mais subtil, menos denso e mais espiritual. Vai favorecer a meditação, já que é um dos responsáveis pela harmonia metabólica do corpo.

 

Na cozinha:

 

  • No tempero de saladas, substitua o vinagre pelo limão (é bastante mais saudável)
  • Use e abuse em molhos, fica sempre bem um gostinho a limão :)
  • Doçaria, sumos, gelados........

 


publicado por arcadosabores às 17:39

link do post | comentar | favorito
|

Propriedades da Beringela

 

Beringela

 

Beneficios:

  • Pobre em calorias
  • Reduz o colesterol: Num 1,5 l de água, junte uma beringela cortada em pedaços. Deixe repousar durante a noite. No outro dia, retire os pedaços da beringela e deite o sumo para um recipiente de vidro e beba durante o dia. Repita durante 3 dias. Pare outros 3 e recomeçe novamente. Faça durante 3 semanas.
  • rica em vitaminas (A, B1, B2, B5, C)
  • rica em minerais (cálcio, fósforo, ferro, potássio, magnésio)
  • recomendada em casos de artrite, diabetes e inflamações de pele

 

Inconvenientes:

  • Quando cozinhada pode abservar grandes quantidades de gordura

 

Poderes ocultos:

Na medicina Africana é usada para tratar epilépsia e convulsões, e na Ásia, em casos de sarampo ou cancro do estômago.

 

Na cozinha:

Pode comer-se assada, frita,   grelhada, recheada  ,    em empadão

 

Curiosidades:

 

Oriunda da Índia, era, por volta do ano 600 a.c, um alimento vulgar na China, onde lhe davam o nome de melão roxo da Malásia. Os chineses da época faziam com a casca um corante preto com que pintavam os dentes.


publicado por arcadosabores às 16:21

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009

Nós e a Natureza

"As tuas forças naturais, as que estão dentro de ti, serão as que curarão as tuas doenças"

Hipocrates

 

Desde sempre que o Homem recolhe produtos da natureza, não só para se alimentar, mas também para usar como medicamentos na prevenção ou tratamento dos mais diversos problemas.

É um conhecimento que é de certo modo intuitivo, pois pode constatar-se que diversas civilizações paralelas da antiguidade tinham conhecimento de práticas e técnicas de manipulação de ervas e plantas medicinais. Havia uma relação de grande proximidade com a natureza e, através do seu estudo, pode comprovar-se as distintas propriedades de cada planta: comestíveis, mágicas, curativas, venenosas, alucinógenas.

 

As civilizações Orientais foram pioneiras e ainda hoje têm uma grande tradição no uso de ervas medicinais, como é o exemplo da China e da Índia.

 

Através da descoberta de um antigo papiro egípcio, comprovou-se que também esta civilização era detentora de um vasto conhecimento de medicina, contendo este papiro uma longa  lista de medicamentos relativos ao tratamento de doenças internas. Entre as plantas mais usadas pelos egípcios, destacam-se: o zimbro, o funcho, a romanzeira, o alho, a folha de sene..

 

 

Também há registos (antigos pergaminhos) de que na antiga Mesopotâmia havia igualmente um vasto conhecimento das propriedades terapeuticas das plantas.

 

Sem esqueçer os povos índigenas, detentores de uma grnade sabedoria em relação às plantas, usando-as no seu dia a dia para diversos fins: alimentação, tecnologia, rituais, ornamentação..

 

 

Seriam, mais tarde, os gregos e os romanos, os herdeiros destes conhecimentos.

Por exemplo, Hipocrates, o pai da medicina, considerava que havia uma ligação entre a forma e a cor das plantas, e a doença a ser tratada. No seu tratado Corpus Hippocraticum, descreve, para cada enfermidade, o seu remédio vegetal e tratamento correspondente.

 

 

O objectivo deste cantinho, convidá-los a conhecer um pouco melhor o mundo das plantas, frutos, e de todo o "mundo natural"..

Proporcionar-vos (e a mim também) um incentivo a adquirir uma maior ligação com a natureza, e consequentemente um melhor conhecimento de nós próprios e daquilo que nos rodeia.

 

Sejam Benvindos!!

 

"Há uma circulação comum, uma respiração comum. Todas as coisas estão relacionadas"

Hipócrates

"Os antigos sabiam algo, que parecemos ter esquecido"

Einstein

 

 

 


publicado por arcadosabores às 13:20

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.posts recentes

. Equinácea (como tomar)

. Impotência masculina (dis...

. Como tomar Hipericão

. Como tomar Valeriana

. Modo de preparação das er...

. Propiedades do Kiwi

. A cura pelo Limão

. Propriedades da Beringela

. Nós e a Natureza

.arquivos

. Março 2016

. Outubro 2009

. Setembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds